Briga em prédio por causa de santa

18 de novembro de 2015

Reportagem Lorrany Martins – A Tribuna

A Tribuna 18 de Novembro de 2015

Uma imagem de Nossa Senhora Aparecida está causando confusão e briga entre vizinhos em um prédio no centro de Vitória. Moradores acusam a síndica de querer tirar a imagem da portaria por causa de intolerância religiosa.

De acordo com o especialista em comunicação e arte José Luiz Gobbi, 60 anos, a discussão começou há algumas semanas. “Ela me perguntou o que eu achava de tirar a imagem da santa de onde ela fica, já que o País é laico. Depois de alguns dias, a santa estava coberta e havia cimento no nicho dela. Achei isso um absurdo, e outros moradores também não gostaram nada disso”, contou.

Gobbi afirmou que a imagem está no mesmo lugar desde a fundação do prédio, há 45 anos. “Não estou defendendo a santa, e sim o direito de permanecer uma coisa que faz parte da história do prédio. O que ela está fazendo é intolerância religiosa, é assim que começa, com pequenas atitudes”, analisou.

A aposentada Ivanete Loureiro, 75 anos, disse que a santa agora está guardada nas casas dos moradores, porque o local onde ela ficava está coberto e com cimentos. “Estava viajando e, quando cheguei, percebi que a santa não estava lá e havia essa discussão entre os moradores. Acho que a síndica não pode resolver isso sozinha. Se a santa fica ou não, os moradores têm de decidir, mas não entendo por que incomoda tanto onde estava. A santa deve ficar na portaria.”

Outra moradora que defende que a imagem tem de ficar onde sempre esteve é a aposentada Maria Eunice Sarmento, 74 anos. “A Nossa Senhora Aparecida está no mesmo lugar desde que foi fundado o prédio, tem de deixar lá, até agora não estava incomodando ninguém. Acredito que isso é um pouco de intolerância de alguns moradores”, ressaltou.

Maria Eunice contou que mora no local há sete anos e teme que a próxima atitude dos moradores que não querem a santa na portaria é mudarem o nome do edifício também. “O nome do prédio é Joana D’Arc, uma santa francesa. Daqui a pouco vão querer mudar isso também”, lamentou.

Decisão em assembleia

A confusão entre moradores de um edifício no centro de Vitória por causa de uma imagem de Nossa Senhora Aparecia será colocada em pauta na próxima reunião de condomínio. De acordo com a síndica do prédio, Rita Silva, a decisão de tirar ou não a santa da portaria do prédio ainda não foi tomada, mas garante que será decidida em conjunto. “Não tiramos a santa do lugar. O que está acontecendo é que algumas pessoas, que não são católicas, pediram para tirar a santa de lá, porque estamos em um país laico, que não tem uma única religião. Mas isso será decidido junto com todos os moradores”, afirmou.

Rita explicou ainda que a santa saiu do lugar por causa de uma pequena obra que está acontecendo no prédio para a reforma do chão. “Com essa reforma, tivemos de cobrir o lugar que a santa fica e tirar para não acumular poeira na imagem. Mas ela só vai ficar se os moradores quiserem”, disse.

A síndica contou que a reunião já está marcada e o assunto está em pauta. “A reunião não será só para isso, mas vamos discutir o assunto e chegar a uma decisão juntos.”

Motivos de confusão em condomínio

Animais de estimação em apartamentos e áreas comuns dos prédios, barulho de crianças e até fumaça de cigarro são motivos de brigas entre vizinhos na Grande Vitória, de acordo com Sindicato Patronal de Condomínios do Estado do Espírito Santo (Sipces).

“O que está acontecendo com mais frequência é a reclamação por causa de fumaça de cigarro. Com a lei que proíbe fumar nas áreas comuns dos condomínios, os moradores estão usando as varandas, mas isso também atrapalha o vizinho por causa da fumaça”, explicou o vice-presidente do Sipces, Gedaias Freire da Costa.

Ele contou que não há leis específicas sobre fumar na varanda, mas há normas e convenções que estabelecem que não pode perturbar o vizinho. “Quando se mora em um prédio ou condomínio tem de buscar conviver da melhor forma possível e com harmonia.”

Brincadeiras de crianças e animais de estimação também são motivos de discussão entre vizinhos que, muitas vezes, são levados até para processo judicial.

“Outro motivo de briga são as festas com som alto. Alguns moradores não utilizam o salão de festas e resolvem comemorar nos apartamentos. Isso incomoda muito os vizinhos. Tudo tem de ser resolvido com bom senso e de acordo com a convenção do condomínio”, explicou.

Facebook Comments
Voltar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: