Nada de brigas. A ordem é confraternização.

17 de dezembro de 2014

A correria do dia a dia e o novo modelo de vida adotado tornou cada vez mais difícil a manutenção de antigos costumes, como sentar na porta de casa e ficar conversando com o vizinho no final da tarde ou durante o fim de semana, o que gerava um bom relacionamento entre muitos moradores.

Mas saiba que há condomínios que mesmo com o novo modelo de vida estão buscando essa velha receita de criar maior interação entre os seus moradores.

O edifício Ultramar, no Centro de Vitória, é um dos bons exemplos dessa busca de maior interação. Há mais de cinco anos os moradores realizam, anualmente, a Festa Junina e a confraternização de final de ano, torcem juntos durante a Copa do Mundo, e procuram se reunir a cada dois ou três meses para colocar a conversa em dia, e tudo aliado à boa música, onde os próprios moradores são os artistas, e muita comida e bebida.

“Essa integração torna mais fácil a administração do condomínio. Todos são amigos de verdade, temos mais liberdade em cobrar e sugerir soluções, que serão para essa boa convivência. Sem contar que é muito mais agradável morar em um lugar onde você sente que faz realmente parte do que acontece.”, disse Liliane Moreira, do Conselho Fiscal do edifício.

Para a síndica Mey Lin Abranches Breder, essas atitudes fazem com que todos se sintam mais motivados em colaborar. “Os empregados do condomínio também participam com seus familiares. Contratamos porteiro substituto para que haja essa participação. Eles fazem parte do nosso dia a dia. Essa integração é o grande diferencial para que o condomínio possa ter um ambiente fraterno e acolhedor”.

Veja a versão completa do informativo: Versão PDF InfoSIPCES Novembro – Dezembro 2014

Facebook Comments
Voltar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: