Passagem só no cartão a partir de domingo

A partir de domingo, os ônibus do sistema Transcol não aceitarão mais passagem paga em dinheiro. Será obrigatório para todos os passageiros o uso do cartão de bilhete único, para o pagamento da tarifa.

O anúncio foi feito ontem pelo governador Renato Casagrande, durante coletiva, e faz parte das medidas do governo para evitar a contaminação pelo coronavírus.

“Fizemos um entendimento com os sindicatos dos rodoviários e das empresas para que, a partir de domingo, não tenhamos dinheiro circulando nos ônibus, pois dinheiro é vetor de contágio”, explicou o governador.

Com essa medida, que deve durar 60 dias, os ônibus passam a circular sem cobradores, que serão afastados de suas funções e ficarão em casa recebendo parte do salário pelas empresas e parte pelo governo federal, como prevê medida provisória federal.

Segundo o secretário de Mobilidade e Infraestrutura, Fábio Damasceno, quem ainda não possui o CartãoGV (bilhete único) pode adquirir nos postos da rede, por máquinas de autoatendimento e nos terminais.

“Hoje, 25% não possuem o cartão e pagam em dinheiro. Quem não tem, vai poder comprar nos postos de vendas. Também lançamos o cartão pré-pago, que nem cadastro precisa ter, e haverá uma van passando na Praça Costa Pereira vendendo os cartões”, disse.

Em Vitória, a Secretaria de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana informou que avalia medida semelhante, de pagamento só com cartão, no sistema de transporte municipal.

SAIBA MAIS

Obrigatoriedade do cartão
- O uso do cartão passa a ser obrigatório no Transcol a partir de domingo, dia 17.
- A medida evita a circulação de dinheiro dentro dos ônibus e é mais uma ação para diminuir o risco de contágio pelo novo coronavírus.
- Com isto, a partir de domingo, todas as linhas do Transcol passam a circular sem a presença do cobrador

Como comprar o cartão
- O CARTÃO GV pode ser adquirido em um dos mais de 100 postos da rede, farmácia, máquinas de autoatendimento e nos terminais.
- Também é possível adquirir a versão pré-paga, no valor de R$ 7,80 – valor de duas passagens – e sem cadastro, com os agentes de venda nos terminais, lojas da GVBus e na rede de parceiros, que está no site www.cartaogv.com.br

Cobradores
- Como será obrigatório o uso de cartões para pagar passagem, os cobradores serão afastados das funções, mas receberão o salário de maneira integral, de acordo com medida provisória federal.

Aplicativo para denúncias
- O aplicativo ÔnibusGV tem agora uma opção para denunciar quem não está usando máscara dentro do Transcol. Para acessar a opção, é preciso baixar e instalar a atualização mais recente do aplicativo (disponível apenas para Android).
Informações: Governo do Estado.

Reportagem: Jornal A Tribuna