Empresas 4.0 e sua aplicabilidade aos condomínios

18 de setembro de 2019

As três primeiras revoluções industriais trouxeram a produção em massa, as linhas de montagem, a eletricidade e a tecnologia da informação, elevando a renda dos trabalhadores e fazendo da competição tecnológica o cerne do desenvolvimento econômico. A quarta revolução industrial, que terá um impacto mais profundo e exponencial, se caracteriza por um conjunto de tecnologias que permitem a fusão do mundo físico, digital e biológico (www.industria40.gov.br).

Definir ou estabelecer o que é Indústria 4.0 seria explicar a aplicação das novas tecnologias nos processos produtivos, automatizando tarefas, armazenando dados e facilitado estes processos, com isto, reduzindo custos, aumentando margem de lucro e margem de segurança.  Não é por menos que tecnologia e inovação integram a rotina de qualquer empresa, caso contrário, o fracasso ou perda de mercado é inevitável.

Muitos condomínios ou até mesmo empresas administradoras podem nunca ter ouvido falar em empresa 4.0 (indagação efetivada em uma palestra no auditório do SIPCES), mas já adotam o uso da tecnologia nos condomínios, simples assim.

PORTARIA VIRTUAL – Representa o uso da tecnologia no controle de acesso de pessoas e veículos aos condomínios, através de câmeras de alta resolução, rede de fibra ótica, wi-fi, monitores e uma central a distância controlando estes acessos.

A redução de custos na implantação da portaria virtual ou remota, para alguns na ordem de 50% (cinquenta por cento), deve ser bem planejada pelos condomínios, afinal, envolve despesas elevadas para rescisões dos contratos, aquisição ou locação de equipamentos para funcionamento do controle remoto e mudança de rotina dos condôminos e visitantes.

ACESSO VIA BIOMETRIA – O uso da biometria para acesso ao condomínio, áreas comuns e até unidade residencial é uma realidade, ou seja, mais uma vez temos o uso da tecnologia reforçando a segurança. Há pouco tempo era as fechaduras com senha, agora uma nova mudança com maior grau de tecnologia e segurança para os condôminos.

RESERVA DE ÁREAS COMUNS – O uso de aplicativos ou plataformas digitais para reserva do uso das áreas comuns é outra realidade que veio inovar o relacionamento dos condôminos com o condomínio e vive versa.

O acesso a estas áreas podem ser feito pelos condôminos e visitantes através de QR Code, da mesma forma, podemos fazer leitura de revistas e jornais e demais informações de produtos através deste sistema de leitura.

Código QR é um código de barras bidimensional que pode ser facilmente escaneado usando a maioria dos telefones celulares equipados com câmera. Esse código é convertido em texto, um endereço URI, um número de telefone, uma localização georreferenciada, um e-mail, um contato ou um SMS.

ACESSO ÀS GARAGENS – O controle de abertura de portões está ultrapassado, o uso das uso da garagem é liberado por meio de TAG, como nos pedágios, evitando codificação do controle pelos bandidos e aumentando a segurança na execução desta tarefa (entrar e sair das garagens).

ACESSO AOS BALANCETES E INFORMAÇÕES DA GESTÃO – Aplicativos ou programas adotados pelos condomínios e empresas administradoras permite que o condômino mediante senha acesse uma área restrita e tenha acesso aos balancetes do condomínio, evitando impressão de papel, contas, encadernação, custos, etc.

IMAGENS DO MONITORAMENTO NOS CELULARES – Aplicativos gratuitos ou pagos, permitem que você tenha acesso as imagens de monitoramento da sua empresa, da sua casa, do seu condomínio, no seu celular, em tempo real.

Isto são alguns exemplos do uso da tecnologia nos condomínios, nem precisamos dizer: controle automatizado de equipamentos, uso de água de reuso, energia limpa (solar), demonstram que a indústria 4.0 veio para ficar e modernizar cada vez mais a execução dos processos produtivos e industriais.

Isto reflete, é lógico, na força de trabalho, que deve aprimorar-se para acompanhar esta evolução. Não perder emprego e nem mercado. Há oportunidades para todos, mas qualificação e capacitação contínua é primordial.

Facebook Comments
Voltar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: