Mudança de calçada em 1.500 prédios de Vitória

17 de julho de 2019

Pelo menos 1.500 condomínios de Vitória precisam fazer novas calçadas adequadas aos padrões de acessibilidade exigidos pela prefeitura, as calçadas cidadãs.

A informação é do presidente do Sindicato Patronal dos Condomínios (SIPCES), Cyro Bach Monteiro, que se aliou à prefeitura para reunir síndicos de diversos bairros da capital e incentivar a construção de novas calçadas.

“Temos os casos dos condomínios que se preocupam com o embelezamento das calçadas, sem obedecer os critérios de acessibilidade, e temos os prédios com calçadas antigas, totalmente fora do padrão”, comentou.

A Prefeitura de Vitória criou um curso para síndicos, que será ministrado nos bairros. Neste curso, engenheiros e arquitetos vão dar uma espécie de consultoria sobre o que deve ser fito para ter a calçada ideal.

O primeiro encontro acontece hoje, às 19 horas, na Escola Municipal de ensino Fundamental (Emef) Álvaro de Castro Mattos, em Jardim da Penha.

A prefeitura oferece projetos básicos para todos os moradores que precisarem. Essa parceria com o Sipces vai ser importante, pois assim a prefeitura irá mapear todos os bairros e identificar os pontos que precisam receber as obras.

Para ser considerada cidadã, a calçada precisa basicamente obedecer aos seguintes critérios: inclinação correta, não trepidar e não deslizar.

Em Vitória, 36% das calçadas públicas estão regulares. Entre as residências, somente 18% estão dentro dos padrões. A ideia é que até o final da gestão o número aumente para 40%.

Qualquer morador ode solicitar o projeto para a calçada,, de graça, à prefeitura. O agendamento é feito através do portal agendamento.vitoria.es.gov.br

Em média, a obra custa R$ 80,00 por metro quadrado, mas o valor pode variar dependendo do caso.

Os próximos bairros a receberem o curso são Praia do Suá, Praia do Canto, Bento Ferreira, Ilha do Boi e Centro.

Moradores que não se adequarem podem ser multados em R$ 657,00.

VILA VELHA
– A fiscalização de Posturas notifica o morador para construção ou reforma da calçada;
– Caso não cumpra, pode ser multado em R$ 9.895,20;
– Neste ano foram emitidas 115 notificações de calçada. Destes, 11 morados foram multados.

SERRA
Desde 29 de maio a prefeitura não fiscaliza calçada cidadã em função de uma alteração feita pela Câmara de Vereadores na Lei nº 1.947/1996, que dispõe sobre o código de obras do município. A prefeitura já está trabalhando em uma ação de inconstitucionalidade.

CARIACICA
– A legislação determina que novos projetos de construção (residenciais ou comerciais) localizadas em vias com pavimentação devem prever a execução de calçada cidadã;
– O proprietário deve apresentar um projeto de calçada e dar entrada, na prefeitura;
– A multa pode chegar a R$ 500 para o morador que não se adequar aos padrões estabelecidos.

Fonte: Jornal A Tribuna

Facebook Comments
Voltar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: