Porteiros são demitidos para reduzir gastos em condomínios

3 de junho de 2019

A segurança nos condomínios foi assunto abordado no jornal A Tribuna de hoje. E a redução de custos nos condomínios foi apontada pelo vice-presidente do sindicato, Gedaias Freire da Costa.

A matéria revela atuação de viciados nas invasões  aos condomínios, bem como, falta de zelo dos próprios condôminos com a sua segurança e dos vizinhos, ao deixarem portões abertos.

Segurança é fundamental e dever de todos, é preciso certificar-se que o portão fechou ao entrar ou sair do condomínio, bem como observar as demais normas de segurança implantadas pelos condomínios, afinal, não basta investir em equipamentos de segurança, se não utilizado de forma coerente e rotineiro.

O SIPCES coloca-se à disposição dos condomínios para acionar o Poder Público e participar de debates que possam discutir a questão da segurança. Abaixo, a matéria com a participação do sindicato.

Moradores armados fazem rodízio para vigiar prédios

Diante da insegurança marcada por invasões e roubos em prédios e casas na Grande Vitória, moradores fazem rodízios para evitar ações de bandidos. Alguns usam armas e passam madrugadas acordados, para defender o seu patrimônio.

Uma moradora de Jardim da Penha, em Vitória, é uma dessas pessoas. Aos 38 anos, 10 deles dedicados à polícia, ela faz revezamento com um vizinho, em seu prédio.

“Quando chego em casa à noite, não prego o olho, fazendo vigília, da minha janela. Aqui, já aconteceram três invasões, antes de me mudar pra cá. Agora, que estamos vigiando, não aconteceu mais”, declarou a policial, com a condição de não se identificar.

Para ela, a polícia tem feito o seu papel, porém, os bandidos estão em todo o lugar e, com isso, não existe no mundo uma polícia capaz de estar em todos os locais..

“Bandido trabalha com oportunidades. Ele passa, olha, vê se tem alguma coisa ou alguém que pode atrapalhar sua empreitada, se tiver, ele vai passar batido. Mas, se não tem, ele vai tentar a sorte”, disse, fazendo questão de frisar que usa sua pistola particular para tomar conta do seu patrimônio.

Para o delegado titular do 1º Distrito Policial de Vitória, em Santo Antônio, Fábio Pedroso, os crimes ocorrem em prédios sem porteiro e por descuido dos moradores.

“A preferência dos bandidos é buscar condomínio que não têm vigilância física. No meu condomínio, por exemplo, não tem porteiro. Cansei de chegar lá e o portão estar aberto. Quer dizer, eles se aproveitam dessas fragilidades e praticam o crime”, disse o responsável pela região em que há um aumento expressivo nos casos de furtos de bicicletas em condomínios.

Policiais civis de Cariacica, Vila Velha e Serra, são unânimes em dizer que pelo menos um caso de invasão de condomínio é registrado por dia em suas delegacias.

E a bandidagem tem preferência, segundo os investigadores. Em Cariacica, os larápios estão de olho em eletrônicos.

Na Serra, a ousadia é tanta que ladrões usam carros para levar o que querem. Lá, a preferência é por bicicletas e eletrodomésticos. Já em Vila Velha, furtos de bicicletas lideram as ocorrências.

PORTEIROS SÃO DEMITIDOS PARA REDUZIR GASTOS EM CONDOMÍNIOS

A busca pela redução de custos levou os condomínios da Grande Vitória a realizarem a troca de porteiros por equipamentos de segurança eletrônicos. É o que afirma Gedaias Freire da Costa, vice-presidente do Sindicato Patronal dos Condomínios do Espírito Santo (SIPCES).

De acordo com ele, a ideia partiu dos próprios moradores que, ao realizarem os orçamentos perceberam a diferença no bolso. “Ao fazerem cotações, eles (condôminos)viram que contratar uma portaria virtual ou eletrônica ficaria bem mais em conta”.

Gedaias afirmou que moradores não se arrependeram. “Não temos a presença física e uma pessoa, mas a partir do momento em que esse alarme disparar, por conta de uma invasão, o síndico ou morador vai acionar a polícia. Quer dizer, uma gama de equipamentos eletrônicos está fazendo, e muito bem, essa substituição, trazendo segurança aos moradores”.

Facebook Comments
Voltar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: