Gás até 50% mais barato na Grande Vitória

5 de junho de 2017

Reportagem Artur Sousa, jornal A Tribuna

Quarenta e sete mil pessoas na Grande Vitória vão ser beneficiadas ainda este ano, segundo a Petrobras, com a ampliação da rede de gás natural da estatal, que fornece uma alternativa mais barata ao tradicional gás de botija, o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP).

Com a transformação do sistema dos condomínios para gás encanado, síndicos afirmam que a economia pode chegar a 50%.

O sistema que começa a ser disseminado no Espírito Santo já é utilizado desde a década de 1970 em estados como Rio de Janeiro e São Paulo, nos segmentos residencial, comercial e industrial.

Para o presidente do Sindicato Patronal de Condomínios do Espírito Santo, Cyro Bach Monteiro, o serviço é vantajoso, apesar das diferenças para o gás de botija, que também é conhecido como GLP.

“A nossa visão sobre o gás natural é a melhor possível. Além de ter um custo inferior ao GLP, ele tem a mesma segurança. A diferença aparece na capacidade de gerar calor, que no gás natural é um pouco menor em comparação ao GLP e, por isso, requer adaptação dos fogões”.

A adaptação citada por Cyro é feita com troca e adição de peças ao fogão, realizada gratuitamente pela Petrobras em visitas técnicas à residência que receberá o serviço. Apesar de exigir a adaptação para funcionar adequadamente, o sistema é tão seguro quanto o de botijas, segundo informou a assessoria da Petrobras.

Na opinião da síndica profissional Juliana Monteiro, o serviço tem tido grande procura porque é eficiente e mais barato que o de gás tradicional de botijas.

“O que eu percebo é que cada dia mais os condomínios estão aderindo porque o gás natural tem um custo mais baixo, e o atendimento é eficiente. O processo de instalação é minucioso, há vários testes e vistorias antes de eles iniciarem a implementação do sistema”.

No entanto, segundo informações da GLPGás, o rendimento do gás natural em calor é em torno de 15% menor que o do gás de botija. Assim, os alimentos podem ter de ficar um pouco mais de tempo no fogo.

Facebook Comments
Voltar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: