Saiba como fazer a escolha certa do síndico

2 de Fevereiro de 2017

Reportagem do jornal A Gazeta

A quantidade de condomínios que optam por contratar um síndico profissional tem crescido nos últimos anos. Com todas as atribuições diárias que a função exige, tem sido cada vez mais difícil para um morador assumir essa responsabilidade.

Segundo o presidente do Sindicato Patronal de Condomínios do Espírito Santo (Sipces), Cyro Bach Monteiro, ter um especialista com conhecimento em legislação tributária, trabalhista e civil é fundamental para o melhor gerenciamento do condomínio.

“Um síndico tem várias atribuições legais. Além de convocar assembleias e mediar conflitos, é preciso ter experiência em gestão administrativa e financeira. Os condomínios têm responsabilidades com terceiros, pagamentos a fornecedores e empregados, e é o síndico que responde legalmente por essas questões”, lembra o presidente do Sipces.

Uma das vantagem de terceirizar a atividade é o relacionamento impessoal entre moradores e o responsável pelo condomínio. “Um síndico tem por obrigação notificar , fazer cobranças aos moradores inadimplentes, e muitas vezes é complicado fazer isso com alguém que você tem contato diário, que encontra no elevador ou na garagem”, comenta o diretor da MGM Imobiliária e Administradora de Condomínios, Glauco Marinho.

No entanto, o administrador afirma que no caso de um empreendimento menor ,com poucos apartamentos, o custo em terceirizar a função pode ser desnecessário. Segundo Glauco, um prédio com menos de 10 famílias pode ser gerenciado por um morador.

O valor cobrado por um síndico profissional pode girar de 3 a 4 salários mínimos, para os que prestam serviços por horas fixas semanais (nesses casos um mesmo síndico gerência mais de um condomínio), ou então até 10 salários mínimos, no caso dos gestores com dedicação exclusiva.

Para o caso dos condomínios que adotem o gerenciamento feito por um morador, a escolha do síndico deve ser criteriosa. Além da experiência na função, a dica é contar com a orientação de uma empresa administradora de condomínios.

Facebook Comments
Voltar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: