PONTO DE VISTA – Todo condomínio possui uma história

17 de junho de 2016

Desde quando aceitou o convite para ser síndico do Ed. Aldebaran, no Centro de Vitória, o síndico pro­fissional Vilmar de Oliveira viu a possibilidade de implantar suas ideias, com uma atenção especial na segurança do condomínio.

Conheça mais essa experiência que tem dado certo.

InfoSIPCES – REELEITO RECENTEMENTE, HÁ MUITO A SER FEITO NA PRÓXIMA GESTÃO?

Condomínio sempre tem algo a ser feito, não para nunca. As difi­culdades maiores foram contornadas. Logo no começo da gestão precisamos reavaliar a questão fi­nanceira do condomínio. Isso é algo que acredito que todo síndico, ao tomar posse, deve fazer. Realizar um levantamento e saber a realidade que vai enfrentar. Trouxe minha experiência empresarial para dentro do condomínio. Hoje qualquer um do condomínio pode chegar aqui e tem rápido acesso a qualquer documento.

QUAIS AS PRINCIPAIS MUDANÇAS NESSE SENTIDO?

Síndico não faz nada sozinho, e tenho sorte de ter um conselho participativo. Todo mês os condôminos recebem o balancete conferido e assinado pelo conselho. E a cada três meses realizo uma prestação de contas. As pessoas chegam aqui já informadas, sabendo o que vão ouvir. Se tiverem qualquer questionamento a fazer os documentos estão todos à mão, podem olhar a qualquer momento. Essa foi uma das mudanças que ­z, criar um espaço de atendimento para os moradores e prestadores de serviço, organizar tudo em planilha, cada documento em seu devido lugar. Além disso atualizamos a convenção do condomínio. Feito isso, partimos para ações de melhoria no prédio.

QUAIS FORAM AS PRINCIPAIS?

Uma de grande destaque foi a retirada da pastilha da parte externa do prédio. Optamos por fazer uma pintura. Mas nossa melhor ação foi na questão da segurança. Passamos de 10 para 26 câmeras, na área comum e externa. E vamos ampliar ainda mais, com a instalação em todos os corredores. Junto a outros prédios da região criamos um sistema de rádio comunicação, assim os porteiros e síndicos de cada prédio passam a ser um vigilante, onde um alerta o outro em caso de alguma movimentação estranha nos arredores dos condomínios. Estávamos precisando desse aparato para podermos ter mais tranquilidade. São sete condomínios envolvidos. É uma resposta muito rápida, tem nos auxiliado e atende nossas expectativas.

COMO O CONDOMÍNIO ESTÁ ENFRENTANDO A CRISE?

Felizmente nosso índice de inadimplência é muito baixo. É claro que tivemos que rever algumas situações, tivemos uma redução no número de empregados, uma grande contenção de gastos. O que todo condomínio precisa fazer é rever sua rotina diária. Ser transparente com o morador e com o empregado. Com todo mundo ao seu lado e participando ativamente das melhorias o trabalho do síndico fi­ca mais tranquilo para ser realizado. Por isso é importante que todos tenham conhecimento das ações que são feitas, e porque estão sendo feitas.

EXISTE REGRA PARA UMA GESTÃO FUNCIONAR BEM?

Regra não existe, mas há situações que ajudam muito no desenvolvimento do trabalho. Considero que são essenciais ter um conselho participativo e atuante, condôminos que fiscalizem o trabalho do síndico, o suporte do SIPCES e entrosamento com os empregados. Com isso não tem como dar errado.

Versão PDF InfoSIPCES Março-Abril

Facebook Comments
Voltar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: