Inadimplência em condomínios na Grande Vitória cresce 96% em janeiro

17 de fevereiro de 2016

Reportagem Folha Vitória

A crise econômica que atingiu grande parte da população brasileira fez com que o capixaba se endividasse com as contas relacionadas de casa. Segundo o Sindicato Patronal dos Condomínios do Estado (SIPCES), no comparativo entre janeiro de 2015 e 2016, o número de inadimplentes com a taxa de condomínio cresceu 96%. Só no primeiro mês deste ano, as dívidas dessa cota na Grande Vitória já alcançaram o montante de R$ 186,1 mil.

Durante o ano passado, quando a crise financeira se instaurou, o índice de inadimplência foi subindo até chegar ao patamar de 80% em relação a 2014, totalizando R$ 2,3 milhões não pagos aos administradores prediais. O alto valor fez com que os síndicos e administradores começassem a revisar custos de manutenção dos condomínios e até pensar soluções para reduzir o quadro de funcionários.

De acordo com o presidente do SIPCES, Cyro Bach Monteiro, a expectativa é de que esse número de inadimplentes caia a partir de março, com a adaptação dos devedores quanto aos pagamentos de contas e a instauração do novo Código de Processo Civil. Atualmente, o processo de cobrança é lento e as taxas de juros sobre a dívida, baixas.

“A nova legislação propõe mudanças que farão mais pressão aos inadimplentes, como a transformação da taxa em título executivo, que pode ser protestado mais rapidamente, e a inserção do nome do devedor no Serasa. Ambas as ações farão com que o devedor seja menos reincidente”, salientou o presidente.

Facebook Comments
Voltar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: