SUSTENTABILIDADE – Água

17 de abril de 2014

Cuidar para não faltar

Em nossa última edição do InfoSIPCES demos início a uma série de matérias sobre Sustentabilidade ao abordar a ligação dos imóveis à rede coletora de esgoto. Nesta edição falaremos sobre a melhor utilização da água nas dependências do condomínio e o que cada um de nós podemos fazer para evitar o desperdício de bem tão valioso.

Os condomínios têm a obrigação de conscientizar e educar os condôminos para o uso racional da água, adotando práticas sustentáveis de redução de consumo, preservando a natureza e o meio ambiente.

A Lei 12.305/2010, que trata da política nacional de resíduos sólidos, é um exemplo de compartilhamento de responsabilidades, tanto que a Lei 8.308/2012 publicada pelo Município de Vitória torna obrigatória a coleta seletiva pelos condomínios, bem como a Educação Ambiental dos consumidores e do destino dos resíduos sólidos.

Cabe aos condomínios promover a orientação dos condôminos quanto ao uso adequado e racional da água, bem como adotar medidas para controle do consumo diário do condomínio, possibilitando descobrir eventuais desperdícios e perdas.

Estudos e pesquisas do PNUD – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento apontam para o desperdício mundial, médio, de 1.500 km³ de água, anualmente. Essa água que “jogamos fora” poderia ser consumida com mais respeito e ainda ser muito bem reaproveitada para a produção de energia ou irrigação. Nos países em desenvolvimento, o estrago é ainda maior: 80% da água potável é tratada de forma incorreta.

Os condomínios podem adotar uma série de medidas que combatam o uso desnecessário de água. Essas ações podem começar pela melhor orientação dos funcionários ou prestadores de serviços do condomínio responsáveis pela limpeza como trocar o esguicho d’água pela vassoura.

No jardim a rega não deve ser exagerada, e o síndico deve verificar, periodicamente, as bombas e reservatórios de água, equipamentos de piscina e a própria tubulação do prédio para a certificação de inexistência de vazamentos.

O síndico pode realizar ainda algumas outras ações junto aos condôminos que irão auxiliá-lo nesta tarefa, como a realização de campanhas a fim de mudar hábitos dos condôminos, testes rotineiros de vazamentos e até mesmo a leitura mais constante do hidrômetro.

Confira matéria completa em nossa VERSÃO PDF – InfoSIPCES Março – Abril 2014

Confira também algumas Dicas da Cesan

Facebook Comments
Voltar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: