Planejar é preciso

22 de Fevereiro de 2014

Além de as contas nunca pararem de chegar e sabermos que nos condomínios imprevistos sempre acontecem, muitos ainda insistem em não possuir um planejamento eficiente que possa ordenar o trabalho ao longo do ano, contribuindo para uma melhor economia dos condôminos.

A falta de planejamento pode acarretar a descontinuidade de projetos, obras inacabadas e até mesmo gastos desnecessários ou elevados. Aliás, também é aconselhável fazer uma revisão periódica do planejamento, para reavaliar as ações que foram propostas inicialmente, de forma a atender com maior tranquilidade a eventuais necessidades inesperadas ou antecipadas.

Para Neli de Alcântara Machado, sócia-proprietária da NRP Serviços de Condomínio, o planejamento é muito variável, mas imprescindível para que o condomínio possa ter um bom desempenho financeiro ao longo do ano.

“O planejamento é fundamental, principalmente quando o condomínio necessita de uma obra. Nesse caso é sempre importante trabalhar com uma margem um pouco acima do orçamento, porque sempre há imprevistos. Os prédios mais antigos são os que apresentam maiores surpresas, nesses casos”, reforça a empresária.

Um plano de gestão eficiente deve considerar um planejamento financeiro que leve em conta o saldo existente, inadimplência e eventuais questões trabalhistas, com análise criteriosa da folha de pagamento; priorizar as manutenções corretivas de equipamentos e bens comuns; mapear contratos, seguros e vencimentos obrigatórios; e definir um eficiente cronograma de reuniões, como assembleias ordinária e extraordinárias, além das reuniões com os conselhos e comissões existentes.

Determinar prazos e colocar os condôminos informados sobre a importância dessas ações certamente destacará o trabalho realizado pelo síndico.

Facebook Comments
Voltar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: