FÉRIAS – Os cuidados para manter a diversão

1 de dezembro de 2013

Férias, sol, piscina e amigos para se divertir. Esse parece ser o cenário ideal e que muitos contam os dias para poder chegar e aproveitar um pouco mais o dia com a família. Nos condomínios esse cenário é ainda mais atraente quando uma área de lazer está pronta para atender aos moradores e seus convidados, garantindo a diversão e entretendo a todos.

Mas quais os cuidados a serem tomados nesse período? A área de lazer do seu condomínio oferece a segurança ideal para que as férias não se transformem em uma tremenda dor de cabeça e atrapalhe os planos de todos? Como lidar com a energia dos pequenos e jovens e evitar danos ao patrimônio do condomínio?

O Sindicato Patronal de Condomínios – SIPCES recomenda que o síndico e os administradores reforcem a todos os condôminos as regras estabelecidas pelo condomínio, seja através de uma breve reunião ou até mesmo com o envio de circulares ou cartas que contenham trechos do regulamento interno. A ideia é educar, e não reprimir as crianças e adolescentes ou qualquer outro usuário das áreas comuns do edifício.

Para os condomínios que não possuem uma área de lazer, mas ainda assim possui algum espaço livre, uma das soluções pode estar na contratação de empresas de locação de brinquedos de festas infantis, como pula-pula ou cama elástica. Caso o espaço disponível seja ainda menor, a opção pode ser adotar jogos de tabuleiro, quebra-cabeças e o uso de bonecas e carrinhos. Alternativas como essa trazem alívio e a certeza, para os pais, de que os filhos estarão seguros e ocupados, já que permanecerão dentro do condomínio e realizando atividades monitoradas. E para as crianças é ótima oportunidade de fazerem novas amizades e participarem de brincadeiras estimulantes.

É importante que o condomínio verifique as condições de quadras, piscinas e playgrounds, que nesse período certamente ficarão lotados. Por isso, o cuidado quanto à manutenção desses espaços precisa ser redobrado, já que o condomínio pode ser responsabilizado em caso de acidentes. E um dos pontos principais, lembre-se que porteiros, zeladores e funcionários do condomínio não são responsáveis pelas crianças.

FIQUE ATENTO

Inquilinos – Pode acontecer de um apartamento ter sido locado apenas para a temporada. Certifique-se que o inquilino conhece as regras internas. Além do regulamento interno é recomendável que os locatários conheçam o imóvel antes de alugar, verificando os acessos, áreas de lazer, fornecimento de água e garagens.

Elevador – Não é recomendável que crianças menores de 10 anos andem sozinhas na cabine.

Escada e garagem – O condomínio deve proibir brincadeiras nesses locais, que oferecem alto risco de acidentes.

Piscinas – Devem sempre ter um guardião durante seu uso ou algum supervisor capacitado em primeiros socorros.

A sete chaves – Casas de máquinas de elevadores, caixas de força, caixas d’água e cisternas devem estar sempre bem trancadas.

Parquinhos – Os equipamentos devem indicar para qual faixa etária são recomendados.

Facebook Comments
Voltar

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: